OS EXTRATERRESTRES

[Desde 2003]
Atelier de construção e manipulação.
Orientado por Carla Veloso e Igor Gandra  (Teatro de Ferro).

No inicio é distribuído a todos o participantes o mesmo material  – o polietileno, que se apresenta sob a  forma  de um sólido geométrico simples – o cilindro. Com estes tubos de polietileno vamos construir marionetas tendencialmente não-antropomórficas. Trata-se de um exercício de imaginação e (re)invenção de um corpo. Este novo corpo dever ser concebido e construído de forma a estar preparado para viver no meio ambiente de um planeta distante.

Num primeiro momento, desenvolve-se com os participantes uma introdução ao imaginário relacionado com a vida noutros planetas. Neste processo, procura-se dar relevo à definição das características mais marcantes, aquelas que estão mais directamente ligadas à forma de locomoção, aos hábitos alimentares, aos modos de comunicação e a outras funções essenciais dos (corpos) extraterrestres, imaginados pelos participantes.

O segundo momento é o da construção. Apresentados os materiais, as ferramentas e algumas técnicas e, claro está, os procedimentos de segurança, os participantes começam a construir, com o acompanhamento dos formadores, o seu extraterrestre. As relações entre forma e matéria, entre uma ideia e a sua concretização, são nesta fase do trabalho sempre surpreendentes, desafiantes e divertidas.

No terceiro momento, os inventores–construtores são agora actores-manipuladores. Parte-se para a apresentação individual de cada uma das criaturas. Através de um conjunto de técnicas de manipulação acessíveis, embora exigentes, cada participante conhece e dá a conhecer o seu extraterrestre.

Depois de uma grande festa interplanetária, os extraterrestres preferem ir para casa dos seus amigos construtores.

Actividade desenvolvida em contextos variados: Centro Cultural de Belém – CPA; Serviço Educativo do Teatro Viriato; Serviço Educativo do Centro de Artes de Sines; Festival das Aldeias Vinhateiras do Douro – Aldeia de Barcos/ Jardins da Junta de Freguesia; Casa da Cultura de Paredes; Cais de Gaia, Dia Internacional do Turismo; Sala de ensaios do Teatro de Ferro, Dia Mundial do Teatro; E B 1 de Miramar, Vila Nova de Gaia

Ficha

Autoria – Igor Gandra
Formadores – Carla Veloso e Júlio Alves*
Duração – 2 horas aproximadamente
Participantes – Público em geral – M/6 anos
Produção – Teatro de Ferro


Print pagePDF page
Loading