SOMBRAS DA RUA DE TRÁS E ARREDORES

Julho – Setembro 2012
Direcção Artística do Teatro de Ferro
Co-produção FIMP e Manobras do Porto 2012

Sombras da Rua de Trás e Arredores

Em as Sombras da Rua de Trás e Arredores as telas instaladas nas portas, nas janelas e nas soleiras ocupam de forma efémera o espaço e o tempo que nos separa e une – as fachadas que erguemos entre o ser solitário e uma existência partilhada, solidária.
O imaginário colectivo (re)criado neste trabalho situa-se algures entre os utensílios/objectos duma vivência quotidiana e as múltiplas narrativas que vão sendo construídas, mais e menos conscientemente, sobre o espaço que encerra o tempo passado, que faz, por vezes, promessas de futuro.

Dentro e fora. Algumas ideias muito breves.

De fora para dentro, entre o púbico e privado, ver de dentro para fora, ser visto da janela, ser visto à janela, são algumas possibilidades abordadas. A casa enquanto abrigo e espaço de conflito; a rua, o espaço público enquanto (algo mais do que o) reflexo ou sombra da multiplicidade dos pequenos e grandes interesses privados em concurso.

Antropomorfizações

A fachada enquanto rosto; a janelas enquanto olhos, a porta enquanto boca – para falar, para comer e cuspir;  a soleira enquanto lábio.
A fala – teatro de sombras do pensamento ou reguladora das relações entre homens e entre homens e coisas?

Trabalhámos sobre uma pequeníssima porção das numerosas recolhas sonoras realizadas nos últimos meses por Gustavo Costa na cidade do Porto. Na utilização que fizemos destas pequenas pérolas ornamentais do grande altar da sagração do quotidiano, cometemos alguns pecados capitais: descontextualizámos afirmações de terceiros sem seu conhecimento, fizemos playback com marionetas e rimo-nos disso. Neste trabalho, também por força da repetição, tomámos uma consciência estranhamente aguda daquilo que, por acaso, já tínhamos ouvido dizer –
a linguagem é intrinsecamente performativa e manipulável.

No Porto talvez um pouco mais do que noutros sítios.

(continua…)

Carla Veloso e Igor Gandra
29 de Setembro 2012

 

Fotos de Susana Neves
 

Ficha – Sombras da Rua de Trás e Arredores

Direção Artística – Carla Veloso e Igor Gandra
Construção e Realização Plástica – Eduardo Mendes (Coordenação) e Hernâni Miranda
Formadores – Júlio Alves, Carla Veloso e Igor Gandra
Monitores WOP de Cinema de Animação – Abi Feijó e Regina Pessoa
Ambiente Sonoro – Teatro de Ferro integrando elementos das recolhas realizadas por Gustavo Costa/Projeto Sonoscopias
Intérpretes e Cocriadores – CSPNSV – Inês Sá, Vânia Santos, Filipe Álvaro, Daniela Magalhães, Rafael Machado; Balleteatro Escola Profissional – Maria Carolina Falcão, Maria Antunes Carvalho, Micaela Soares, Rita Trigo e Tatiana Rocha; Carlota Gandra, Matilde Gandra e José Pedro Ferraz
Direção Técnica – Gil Rovisco
Operação de Luz e Som – Pedro Correia e Rafael Nogueira
Operação de Vídeo – António Rodrigues
Registo Audiovisual – Luís Miranda
Oficina de Construção – Américo Castanheira – Tudo Faço, Ricardo Graça, Marta Pereira, Deolinda Fernandes, Vita Spel
Produção Executiva – Inês Gregório
Apoio ao Espetáculo – Isabel Nogueira, Vanessa Freitas, Vanessa Santos, João Matos, Sofia Peralta, Amarilis Felizes, Mariana Barros, Gonçalo Ribeiro

Casa Jovem-Centro Social e Paroquial de Nossa Senhora da Vitória
Participantes em laboratório – Beatriz Antunes Machado, Maria Irina Teles Santos Jesus Fraga, Sara Raquel Pereira Oliveira, Mónica Alexandra Oliveira Vasconcelos, Fábio dos Santos Barbosa, Soraia Patrícia da Silva, Érica Filipa Costa Ferreira, Daniel Henrique Barbosa Rodrigues, Lara Nascimento Figueiras, Júlia Sofia Silva Ferreira, Tiago Rafael Barbosa Rodrigues, Diogo José Leitão Oliveira, Mariana Alexandra Pereira Quintas, Eliana Sofia Machado Fonseca, Bruno Miguel da Silva, Filipe André Conceição Álvaro, Rafael Mesquita Machado, João Miguel Teles dos Santos, Guilherme Costa, Tiago Oliveira, Mariana Silva, Inês Fernanda Magalhães Sá, Daniela Filipa Gonçalves Magalhães, Jorge Emanuel Guedes Vieira, Pedro Filipe Parente Oliveira, Nuno Eduardo Gomes Fernandes, Ana Teresa da Silva Ferreira, Hugo Miguel Silva Ferreira, Gabriel Marques Azevedo, Catarina Alexandra Rocha Moutinho, António José Paiva Santiago, Élia Carvalho, Jorge Fonseca, Vânia Santos, Matilde Figueiredo
Monitoras da Casa Jovem – Raquel Mendes, Susana Pinto

Participantes na apresentação final – Inês Sá, Vânia Santos, Daniela Magalhães, Rafael Machado, Filipe Álvaro

Agradecimentos – a todos os moradores e proprietários que tornaram este projeto possível, nomeadamente: Café “As Sogras”, Sr. Miguel Aleixo – “O Forno dos Clérigos”, Quartandar Lda, Rui Lopes, Filomena Palma e Cândido Palma – “Bazar Central do Porto”, Dr. Henrique Mendes, Terra Viva, ERA – Imobiliária, Cristina Oliveira – “Funerária Pátria”, Ilda Costa, Graça Costa – “Emílias e Companhia”, Sr. Amadeu Gonçalves, Dr. Vasco – “Farmácia Pombeiro”, Paula Lopes – “Miss’opo”, Srª. Aurora, Drª. Sara Adães, Srª. Bebiana

Coprodução – FIMP e manobras no porto 2012  em parceria com o Teatro de Ferro
Apoios – Centro Social e Paroquial de Nossa Senhora da Vitória, Balleteatro e Centro Português de Fotografia

Duração Aproximada – 1 hora
Classificação Etária – para todos

 


Print pagePDF page
Loading